Carrie Fischer – A Eterna Princesa Leia

Na última terça-feira, dia 27 de dezembro de 2016, a atriz Carrie Fischer – a nossa eterna Princesa Leia da saga “Star Wars” – faleceu por uma parada cardíaca.

A atriz estava internada desde a sexta-feira anterior, quando sofreu um ataque cardíaco durante um voo entre Londres e Los Angeles. Ela retornava de uma viajem de divulgação de seu livro de memórias lançado recentemente, quando aproveitou também para gravar suas últimas cenas para a série “Catastrophe”, da Amazon. Ela recebeu atendimento dentro do próprio avião, ficando quase 10 minutos sem respirar quando ainda faltava 15 minutos para o pouso em Los Angeles.

Carrie Fischer estreou no cinema em 1975, ao lado de Warren Beatty e Goldie Hawn, no filme “Shampoo”. Dois anos depois, o grande papel que marcou a sua vida apareceu. Ela participou de “Star Wars” e se transformou na eterna Princesa Leia Organa.

(N.Ed.: Na época do primeiro filme, ela teve um caso com o ator Harrison Ford)

promo

Como atriz, Carrie Fischer nos deixou um total de 90 trabalhos, incluindo dois ainda não lançados oficialmente:

Wonderwell (announced) 2017
Star Wars: Episode VIII (post-production) 2016
Lego Star Wars: The Force Awakens (Video Game) 2014-2016
Girlfriends’ Guide to Divorce (TV Series) 2005-2016
Uma Família da Pesada (TV Series) (voice) 2015
Star Wars: O Despertar da Força 2015
Catastrophe (TV Series) 2014
Mapas para as Estrelas 2014
Legit (TV Series) 2014
Big Bang: A Teoria (TV Series) 2012 – 2014
It’s Christmas, Carol! (TV Movie) 2012
Dishonored (Video Game) (voice) 2011
Jardim de Poesias para Crianças (TV Movie) (voice) 2010
Wright vs. Wrong (TV Movie) 2010
Entourage: Fama & Amizade (TV Series) 2009
Pacto Secreto 2009
Loucos E Fãs 2009
White Lightnin’ 2008
Robot Chicken: Star Wars Episode II (TV Short) (voice) 2008
Mulheres: O Sexo Forte 2007
Um Maluco na TV (TV Series) 2007
Side Order of Life (TV Series) 2007
Weeds (TV Series) 2007
Odd Job Jack (TV Series) 2007
Clube das Lobas 2007
Escritor Fantasma 2006
Friendly Fire (Video) 2005
Romancing the Bride (TV Movie) 2005
Smallville: As Aventuras do Superboy (TV Series) 2005
Encontro com o Acaso 2004
Jack & Bobby (TV Series) 2004
Perfeitos no Amor 2003
Good Morning, Miami (TV Series) 2003
Crimes em Wonderland 2003
As Panteras: Detonando 2002
A Midsummer Night’s Rave 2002
A Nero Wolfe Mystery (TV Series) 2001
O Império (do Besteirol) Contra-Ataca 2001
Doce Trapaça 2001
As Damas de Hollywood (TV Movie) 2000
Sex and the City (TV Series) 2000
Gente Famosa 2000
Pânico 3 1999
It’s Like, You Know… (TV Series) 1998
Dr. Katz, Professional Therapist (TV Series) 1997
Gun (TV Series) 1997
Austin Powers: 000 – Um Agente Nada Discreto 1995
Present Tense, Past Perfect (TV Short) 1995
Frasier (TV Series) (voice) 1992
Esta é Minha Vida 1991
Hook: A Volta do Capitão Gancho 1991
Segredos de uma Novela 1991
Um Sonho Chamado Fred 1990
Tem um Morto ao Meu Lado 1990
Doce Vingança 1989
Trying Times (TV Series) 1989
Harry & Sally: Feitos um para o Outro 1989
She’s Back 1989
Two Daddies? (TV Movie) (voice) 1989
Loverboy – Garoto de Programa 1989
Meus Vizinhos São um Terror 1988
Encontro Marcado com a Morte 1987
The Time Guardian 1987
As Amazonas na Lua 1987
Paul Reiser Out on a Whim (TV Movie) 1987
Histórias Maravilhosas (TV Series) 1986
Abertura Disneylândia (TV Series) 1986
Liberty (TV Movie) 1986
Hollywood Vice Squad 1986
Hannah e Suas Irmãs 1985
From Here to Maternity (TV Short) 1985
Happily Ever After (TV Movie) (voice) 1985
George Burns Comedy Week (TV Series) 1985
O Homem do Sapato Vermelho 1984
Frankenstein (TV Movie) 1984
Garbo Talks 1984
Teatro dos Contos de Fada (TV Series) 1983
O Retorno de Jedi 1982
Laverne & Shirley (TV Series) 1981
Hotel das Confusões 1980
Os Irmãos Cara de Pau 1980
O Império Contra-Ataca 1980
Saturday Night Live (TV Series) 1978
The Star Wars Holiday Special (TV Movie) 1978
Deixe ontem para trás (TV Movie) 1978
Ringo (TV Movie) 1977
Come Back, Little Sheba (TV Movie) 1977
Guerra nas Estrelas 1977
Shampoo 1975
Debbie Reynolds and the Sound of Children (TV Movie) 1969

Carrie Fischer ainda deixou 11 trabalhos como roteirista, 11 trabalhos como compositora/cantora para filmes, séries e especiais de tv. Também foi produtora de “As Damas de Hollywood” em 2001 e tem mais de 130 programas especiais contando com sua participação.

PROMO1.jpg

promo2

Anúncios

FATOS INUSITADOS: Quem foi John Torrington?

Você sabe quem foi John Torrington? Ele era parte da expedição de Sir John Franklin, que foi realizada para procurar a passagem noroeste e encurtar o caminho entre Ásia e América do Norte, aquele mesmo caminho que poderia ter sido usado em um passado remoto pelos povos nômades que circulavam entre os continentes. Um membro da marinha real inglesa.

A expedição saiu de Grenhithe, na Inglaterra, com dois navios, o HGMS Terror e o HMS Erebus, no dia 19 de maio de 1845. A programação era de que durasse pelo menos três anos, com isso a expedição levou o suficiente para atender este período, mas após julho do mesmo ano ninguém da expedição foi visto ou ouvido.

Logo outras expedições foram enviadas, mas desta vez apenas para encontrar os membros da expedição original. Nada foi encontrado até 1850, quando algumas ruínas, cantis e três sepulturas foram avistadas. As sepulturas eram de William Braine, John Hartnell e de John Torrington. O último apresentava ter morrido após sete meses desde o início da expedição original. Nunca surgiu, à época, explicações contundentes de como membros da equipe teriam morrido de forma tão rápida. Em 1976, as sepulturas foram redescobertas em Beechey Island, na região de Nunavut no atual Canadá, assim as lápides (supondo ser as originais) foram transferidas para a cidade de Yellowknife, no Centro Prince Of Wales. O mistério só foi solucionado em 1980, quando o antropologista Owen Beattie decidiu analisar os corpos.PROMO

Assim que liberado pelos descendentes de John Torrington, Owen Beattie e sua equipe começaram a trabalhar no dia 17 de agosto de 1984. O caixão de Torrington estava há 1,5 metros abaixo de camadas de gelo intensas e após a equipe passar por estas camadas e abrir o caixão houve uma surpresa imensa, devido a forma de preservação do corpo dele. Com extremo cuidado da equipe, o corpo foi descongelado, assim sendo possível observar que Torrington estava muito doente antes de sua morte, estando com suas costelas bem aparentes abaixo de uma fina camada de tecido, considerando que o corpo ficou bem conservado devido ao congelamento e sofrendo mínimas alterações de decomposição desde o dia de sua morte.

Os exames iniciais mostraram que eles passou por sérios problemas de tuberculose e pneumonia durante o período inicial da expedição, sendo que a pneumonia foi a sua causa morte. Em mais detalhados exames foi constatado que os membros da expedição sofreram de um envenenamento precoce e isso causou um breve final para todos, considerando o que foi observado nos corpos a disposição da equipe de Beattie. A forma que os alimentos foram estocados provavelmente foi a causada do envenenamento da comida.

Um destaque interessante sobre todo esse episódio é que os fatos trouxeram uma grande inspiração para alguns artistas como James Taylor, para a canção “The Frozen Man”, assim como a banda inglesa Iron Maiden, com a música “Stranger in a Strange Land”. O poema “Envying Owen Beattie” do britânico Shyeenagh Pugh sobre o tema ganhou alguns prêmios após publicado. A expedição de Sir John Franklin acabou inspirando os autores Margaret Atwood e Mordecai Richler, que utilizaram as informações do livro “Frozen In Time: The Fate of the Franklin Expedition” (Beattie e John G. Geiger), Atwood com um conto intitulado “The Age of Lead” e Richter com uma novela intitulada “Solomon Gursky Was Here”.

Abaixo é possível conferir algumas fotos do corpo mumificado pelo gelo, feitas pela equipe de Beattie quando do degelo em 1984.

PROMOPROMOPROMO

Google homenageia Dercy Gonçalves

Hoje ao abrir a página principal do Google, você poderá ver a homenagem que a empresa faz aos 109 anos da humorista/atriz controversa Dercy Gonçalves.

Conhecido como doodle, ícone na tela principal do site, faz a menção ao aniversário de Dercy, nascida em 23 de junho de 1907 e que faleceu aos 101 em 2008.
Sempre seguiu o caminho de fora dos padrões da sociedade em todas as épocas. Fugiu de casa aos 17 anos e virou cantora, mas acabou indo para o teatro e chanchadas.
As chanchadas foram o seu caminho para ser conhecida nacionalmente, exatamente por poder aproveitar muito bem a chance de soltar os seus palavrões, algo que sempre fez parte de seu vocabulário e da sua total irreverência sobre qualquer assunto.

Ela marcou a TV brasileira, totalmente fora dos padrões da nossa sociedade. Nunca fez pose de estrela e sempre esteve perto do público com a sua maneira simples e sincera, talvez por isso mesmo nunca teve muitas chances após alguns anos, mas quando estava na tela era certeza de muitas risadas, cenas que poderiam “chocar” uma grande parte da audiência, seja levantando uma saia inesperadamente, dando suas declarações espontâneas e debochadas ou mesmo desfilando em uma escola de samba com os seios a mostra aos 84 anos.PROMO

Dercy Gonçalves sempre foi a marca de como a mulher teve que procurar se destacar em uma sociedade, como a brasileira, de maneiras mais complicadas para ser notada em uma época em que mulher deveria estar em casa cuidando dos afazeres domésticos, cuidando de filhos e servindo ao marido. Dercy mostrou que uma mulher não é menos do que qualquer homem, que pode agir de maneira debochada e não ser relevante de alguma maneira.

Talvez o maior problema de Dercy Gonçalves foi ter nascido e crescido em uma sociedade como a nossa, que por mais que seja aberta no dia a dia (nas ruas), vem cada vez mais se tornando fechada, preconceituosas e com um olhar puritano ao qual nos faz regredir e não dá espaço para mentes como a dela.

O polêmico humor negro francês

A revista francesa Charlie Hedbo vem trazendo mais uma capa que vai causar muito alarde, ou melhor já está causando burburinhos apenas pela divulgação da mesma. Como podemos ver abaixo, a capa faz referência aos ataques terroristas acontecidos em Bruxelas, na Bélgica.

PROMO.jpg

Não seria de esperar algo diferente da revista, ainda mais quando mesmo após a mesma ser alvo de ataques, por assim dizer terroristas, quando sua sede foi invadida e membros acabaram morrendo, não poderia agir de outra forma nesse momento.

Podemos olhar de muitas maneiras diferentes a posição dos tópicos e das diferentes formas que eles abordam cada caso em suas edições, mas nunca podemos esquecer que a revista tem o humor negro como base de suas publicações, não importa a quem eles vão incomodar.

Felizmente a posição e a forma que a revista trata qualquer assunto me agrada, até porque não adianta apenas lamentar, chorar, reclamar, ofender e apontar os dedos para que lado for se, ao final de tudo isso, não existir uma posição séria e totalmente direta sobre determinados assuntos. Os editores da revista não se escondem em nenhum caso, são diretos e mesmo que de alguma forma mais obtusa, ainda são sinceros e não esperam a concordância de todos.

A revista com certeza atinge o seu resultado que é fazer rir, para alguns, e de trazer a discussão dos fatos apresentados por ali de alguma ou de outra, só que em determinados lugares onde o politicamente correto é mais importante do que a sinceridade e opinião clara, vivemos em um país assim, uma revista como essa é vista de forma pejorativa e sem chance de mostrar os seus reais objetivos, que está muito além de simplesmente demonstrar uma visão humorística pueril.

Precisamos de revistas como estas para abrir a mente das pessoas que acham que o mundo só funciona de um jeito, onde tudo é fatidicamente tudo igual, quando o que mais temos são as diferenças…muitas delas que matam o próximo exatamente por ser diferente.

Seu currículo ajuda ou atrapalha na busca de um emprego?

Em tempos de crise, desemprego em massa e preocupação com quem ainda vai estar garantido no mercado de trabalho, o que mais vemos são pessoas com suas pastas embaixo do braço carregando currículos impressos, perdendo horas em filas para tentar uma vaga de emprego, antes existia a preocupação de escolher e hoje a preocupação é apenas de conseguir garantir uma vaga.

A questão é que o modelo tradicional está morto. Morto e não vai mais voltar sem dúvida alguma.  O currículo ainda é importante, mas ele mudou de formato, acabou aquela coisa de ir em uma livraria e comprar um pedaço de papel e escrever à mão, assim como aquela folha em branco impressa com o mesmo conteúdo. O padrão mudou, ele precisa ser atualizado e poucos perceberam essa mudança, principalmente com a tecnologia disponível e tantas opções digitais para saber quem você é, o que você pensa, como você pode pensar e agir em diversas situações.

Quer ser conhecido hoje? Quer apresentar quem você é? O que você pensa? Então comece a se mostrar em suas redes sociais como você é, seja sincero em suas postagens, ostente menos e mostre mais conteúdo. Antes no currículo feito a mão não havia espaço para nada, sem espaço para apresentar você e muito menos demonstrar suas qualificações de forma qualitativas e quantitativas.
Hoje, a internet faz você ser uma pessoa digitalmente fácil de ser encontrada, só não será encontrado se você não tiver um perfil em alguma rede social ou se usa outro nome. Isso sem considerar que sites como o LinkedIn te dão oportunidades de encontrar um novo emprego, abrir um negócio, construir uma reputação profissional e exponencialmente se destacar com tudo o que de melhor você pode demonstrar de você. Por sinal, se você ainda não tem um perfil sério e completo por lá, com todos os seus atributos profissionais, está esperando o que??
Com todas as possibilidades digitais, você pode se aproximar de muitos cursos online, gratuitos e através de tantos e-books ficar mais próximo do conhecimento que antigamente não poderia ter sem existir uma faculdade gratuita, um curso profissionalizante gratuito e tantos mais oportunidades que existem. Raramente você vai encontrar uma profissão que ainda não esteja devidamente amparada, de alguma forma, em algum curso em pelo menos 2 ou 3 escolas diferentes. Então mãos a obra, procure por cursos online, cursos gratuitos, faculdades gratuitas e leia muito livros técnicos, profissionais e e-books. Claro, não deixe de pesquisar bem onde você está entrando, tem muita picareta em qualquer lugar, mesmo de forma gratuita, com conteúdos fajutos.

A triste realidade é que o currículo escrito a mão ou impresso só tem um destino, a lata do lixo em pouco tempo (muitas empresas no passado seguravam até uns 3 meses dos melhores, os piores nem 2 semanas). Não é que a empresa não vai se lembrar do seu papel lá no arquivo, é que na verdade será mais fácil anunciar a vaga e se você ainda estiver desempregado vai aparecer por lá de novo, participar de um processo ou entregar um currículo de novo, afinal se não tinha uma vaga aberta naquela primeira vez, muito provavelmente o seu currículo não passou por uma inspeção rigorosa e a gestão desse currículo não foi das melhores para que alguém volte a consultar.

Um currículo para causar uma excelente impressão tem dois caminhos: você é muito bom ou exagerou demais os fatos e acrescentou algumas doses de exagero profissional. Qual seria o seu verdadeiro perfil? Pode não acreditar, mas não é aquele que está no papel, mas sim aquele que você demonstra nas redes sociais, sociabilizando com as pessoas no dia a dia. Esse é o seu verdadeiro perfil, pois os títulos, cursos e prêmios não vão valer de nada se no final você não tiver um perfil ideal para aquela posição. Acredite em mim, isso é mais claro do que água pura e cristalina, por isso é melhor agir de forma como você é, ser sincero em seus atos, em quem você apresenta nas redes sociais e no seu dia a dia, saiba como vender o “eu” de verdade e tudo poderá facilitar muito mais. Afinal de contas, por que você acha que muitas empresas pedem para cadastrar o seu perfil de facebook, twitter entre outras redes atualmente em um currículo online? Não é para te adicionar e ficar como mais um amigo ou mesmo usar como espaço de marketing, a empresa quer saber quem você é, a empresa precisa saber como você pensa e age fora do horário de trabalho, como você socializa-se com as pessoas fora do ambiente de trabalho. Por isso não tenha medo de divulgar o seu perfil e deixar ele aberto para todas as pessoas, se você não tem medo de se esconder, é muito provável que você não tenha medo de demonstrar quem é você de verdade.

Mas vamos com calma, LinkedIn, Facebook, Twitter e demais redes sociais não são um currículo digital, eles são apenas um reflexo de você, mas não são você. Já pensou em pesquisar o seu nome no Google? Quais são os links que vão aparecer (opa, podem aparecer pessoas com o seu nome nas pesquisas que não seja você também e por isso é sempre bom ter boas fotos suas para que as pessoas saibam diferenciar cada um)?

Hoje a internet te representa, principalmente porque todo mundo demonstra online como é entre amigos, mostra o que pensa e mesmo que ache que não demonstre é só olhar nas páginas que você curte, nos grupos que você faz parte e um pouco do seu “EU” vai estar surgindo e um modelo interessante de caráter vai sendo formado para as pessoas do RH da empresa que pode estar querendo te contratar.

Aquele seu currículo enviado por e-mail hoje, só vai demonstrar para a empresa um “oi, estou aqui e quero a vaga”, mas não vai te dar uma chance oficialmente de conseguir a vaga sem uma entrevista, sem um cara a cara e uma boa conversa. Por isso é muito importante também que treine leitura, são os livros que estarão lhe trazendo um background de qualidade na dicção e conversação. Ler/ver notícias é importante para que você forme sua opinião e demonstre em tudo que está a sua volta, pelo menos o que te atinge já é uma grande demonstração de cultura. A imagem também é preocupante para determinadas vagas, ninguém vai te contratar chegando de bermudão, barba por fazer e querendo virar um executivo.

Pessoalmente, o meu perfil no facebook é de fácil acesso, assim como o meu perfil no twitter (olha ele ali do lado). Nos meus perfis você vai encontrar a minha pessoa sem problemas, vai saber o que gosto de fazer, assistir, ler, curtir, acompanhar, escrever e tudo mais. Por tal questão, eu não tenho medo de colocar se for pedido os meus perfis para uma empresa analisar, por isso pense bem como você é online e descubra se ali você está sendo você ou se está aquilo que seus amigos esperam de você. Seja você mesmo, apresente o seu jeito de ser sem medo, melhor que isso só tendo o melhor currículo de todos (e sem mentir).

Ok, agora o principal de tudo. Não é apenas existir online, mas sim usar do seu networking como antigos amigos de trabalho, faculdade, infância, cursos e todos mais que você conheceu no seu caminho até hoje. Eles tem perfil nas redes sociais? Então vai agora mesmo procurar por cada um, convide eles e converse sempre que possível. Faça com que eles se lembrem de você, mostre o que você tem feito, o que pode fazer e o que quer fazer. Só que essa via não é de apenas uma mão, lembre-se que ali do outro lado tem outra pessoa, pense em como ajudar ele, se interessar nele e não faça isso apenas por interesse seu, mas sim porque você se importa.
No momento exato, você vai poder precisar dele e vice-versa e assim sendo, você deve estar ali conversando sempre que possível, mostrando interesse nele, na vida dele (e claro sem fazer isso a cada cinco minutos por favor).

Não sabe o que é networking? Então confira uma antiga postagem sobre esse assunto aqui.

Então para finalizar, capriche nos seus perfis online, faça da internet a sua imagem e não o inverno. Mostre o seu verdadeiro eu, não tenha medo de deixar claro que você é humano e que tem interesses e que isso não vai afetar o seu lado profissional.

E o currículo afinal de contas?? Eu te disse que eles está morto né? Sim, em 90% dos casos está mesmo, até porque mesmo as pequenas empresas também tem e-mails para receber o seu currículo e as que não tem são aquelas que nem devem saber que a internet foi inventada ainda. Capriche na versão digital dele, procure os melhores sites e cadastre ele online (sem mentiras e exageros), envie para os e-mails das empresas que divulgam e querem receber alguma coisa e de resto fique atento aos anúncios (os verdadeiros e não os falsos) e filtre tudo muito bem para conseguir algo.

A crise não está fácil para ninguém, se trabalhando tudo está complicado, desempregado se torna o inferno, mas continue procurando que logo surge alguma coisa com certeza.

Procure por sites como as opções abaixo:

Catho – http://www.catho.com.br
SINE – http://www.sine.com.br
BNE – http://www.bne.com.br
Manager – http://www.manager.com.br
Empregos.com – http://www.empregos.com.br
Vagas – http://www.vagas.com.br

E não vamos esquecer de criar o perfil completo no LinkedIn e procurar pelas vagas disponíveis em empresas em todo o país e até fora.

Boa sorte!!!

PROMO

 

 

 

 

O FALSO REVOLUCIONÁRIO


No último dia 09 de outubro foi comemorado os 48 anos da morte de Ernesto “Che” Guevara, um dos líderes do golpe militar contra o ditador cubano Fulgêncio Batista. Um herói da liberdade e igualdade para países como o Brasil, que tem ele como ídolo e com o seu rosto em diversas camisetas pelo país afora. Um símbolo que até se transformou em uma figura pop não só no Brasil, mas pelo mundo.

Nesse golpe militar, um novo sistema ditatorial substituiu o de Batista, esse com o braço de ferro de Fidel Castro no poder. Mas essa é outra história para uma publicação mais voltada para isso em outra oportunidade.
Após 48 anos de sua morte e todo alarde por sua filosofia de liderança socialista, fica-se a pergunta de como ele estaria olhando atualmente, se vivo, os que o adoram tanto. Porque muitos se iludem com a imagem que foi vendida ao público desse líder da liberdade, mas quando na verdade Che nunca passou de um racista, homofóbico, com mentalidade patriarcal, despótica e que era bem arrogante. Ele desprezava negros, jovens cabeludos, música e livros, e tudo mais aquilo que dizem que este era a sua simbologia no postmortem.

Ele enquanto ministro da economia no pós-golpe em Cuba, foi a pessoa que destruiu toda a infraestrutura cubana, afundando um dos países maias prósperos da América Latina. Colocando o país em submissão à Fidel Castro por décadas levou todos a miséria e ao caos. Algo que só agora com as mudanças da visão americana é que o país poderá começar a sair dessa situação.

O tão bem querido ícone da cultura pop socialista não deixou de ter seus envolvimentos em ataques terroristas em solo americano, mesmo quando os EUA ainda acreditavam que poderiam ter um parceiro em Cuba. Colaborou para a implementação de um regime totalitário em favor de Fidel Castro, que ainda continua n2o poder, tendo agora o irmão Raúl Castro no comando. Um país sem eleições desde então e preso ao sonho socialista que nunca foi efetivamente aplicado, apenas no começo quando ainda contava com um pequeno apoio da extinta URSS.

A população cubana foi forçada a viver este regime de coletivização.

A morte de Che na Bolívia foi o final de um líder que queria aplicar a cultura ditatorial por onde passava, nada de liberdade e igualdade como muitos acreditam, principalmente em um país como o Brasil que tem o desejo, em alguns pontos da sociedade de abraçar sua ideia, mas não de forma geral e sim de alguns pontos, porque não querem abrir mão de algumas coisas que o capitalismo trouxe.

O fato é que um líder como Che nunca foi a esperança de pessoas como 90% de seus fãs e seguidores, porque todos estes seriam alvos de seu ódio e de seus preconceitos. Apenas os mais cegos não entendem o quanto essa imagem criada pelo governo cubano é falsa e que foi vendida para que o regime de um ditador substituísse outro. O preço quem pagou foi a população de toda Cuba e de alguns outros países que tem líderes que acham que conseguem implementar aquela filosofia em sua casa.

Ernesto “Che” Guevara nunca passou de um falso símbolo de um projeto que foi um fracasso!!!

16 de junho – Hoje é o Bloomsday

James Joyce
James Joyce

Vocês conhecem Leopold Bloom? Vocês conhecem James Joyce? E Ulisses?

Pois é, James Joyce criou o personagem Leonard Bloom para viver a sua própria odisséia no clássico “Ulisses”. Em 18 capítulos, cada um representando uma hora durante o dia 16 de junho de 1904 (data que o autor conheceu a sua futura esposa Nora Barnacle). Estas horas, ou capítulo, estão ligadas a um acontecimento da verdadeira “Odisséia”, sempre se associando a uma cor, ciência ou órgão do corpo.

James Joyce radicalizou a narrativa a partir de “Ulisses”, transferindo a ação para o pensamento dos personagens e delineando a fragmentação do sujeito contemporâneo em um mundo marcado pela crítica radical as idéias de homem, cultura e sociedade como nas teorias de Freud, Nietzsche e Marx.

Em todo o mundo, não se sabe bem quando, passou ase comemorar em 16 e junho o Bloomsday por escritores, leitores, críticos e amantes do estilo, livro e personagem criado por James Joyce – que faleceu em 1941 e hoje já se passam 111 anos desde que uma camareira de nome Nora o inspirou com essa data.

PROMO

PROMO

PROMO

PROMO

“Os gênios não cometem erros. Os seus erros são sempre voluntários e dão origem a alguma descoberta.” (James Joyce)