Você sabe liderar? Você é um chefe ou líder?

Hoje sabemos que possuir cargos de liderança não é para qualquer perfil, os modelos são diversos e o cuidado em como gerir essa liderança vai muito além de certos padrões institucionalizados e adotados como modelos em muitos lugares, principalmente no Brasil.

Felizmente essa mentalidade no Brasil tem tomado melhores rumos, mas ainda vemos/sabemos sobre aquele modelo antiguado de “comandar”. Aquele que quer se impor e ser totalmente autoritário, que centraliza tudo e que quer resultados e lucros a qualquer custo. Esse modelo de líder não tem o respeito verdadeiro de seus funcionários, tem sim o medo, e pela falta de abertura nas relações é muito provável que muitas falhas aconteçam, porque este modelo de líder quer que suas ordens sejam cumpridas sem debate, como ele achar melhor. A motivação ou incentivo nunca parte dele, afinal a excelência, em sua visão, é um dever do funcionário. A culpa é sempre do funcionário e quando tudo é perfeito tudo é por razão de suas “habilidades” em comandar.

E a diferença para os líderes atuais??

A formação dos líderes nos últimos quinze anos passou por uma mudança imensa, com a característica de conduzir e inspirar suas equipes, fugir daquela coisa antiga de mandar e ser obedecido cegamente.
Esse novo líder dá o caminho e motiva sua equipe, mas não fica só olhando, ele vai junto e batalha por esta conquista junto. Então não é o líder que deu o caminho que será apontado como o grande idealista e sim uma equipe vitoriosa com todos correspondendo aos seus papéis, mas ainda assim valorizando o espírito do conjunto.
A busca por resultados é muito importante, mas a forma como vai conseguir alcançar estes resultados é que valoriza ainda mais o senso da palavra equipe no mercado atual. O poder deixa de ser centralizado, para ser dividido e colocar a responsabilidade nos braços de todos, porque todos podem opinar para ajudar a definir as melhores diretrizes para alcançar os objetivos. Cada um poderá oferecer o seu melhor, deixando de ficar acoado em um canto sem poder falar, como acontecia com o modo antigo do chefe mais bruto e sem senso de equipe. É preciso dar abertura para descobrir as habilidades de todos, descobrir suas dificuldades e trabalhar a melhor forma possível para melhorar as habilidades existentes e procurar a melhor forma para superar todas as dificuldades.

O melhor de tudo é que o líder atual divide tanto as suas conquistas, quanto as suas falhas, com a equipe, porque ninguém está pronto sempre para ser apenas um único destaque sem ao final de tudo se transformar naquele chefe ranzinza novamente.

O perfil é impossível de ser alcançado sem bons treinamentos para descobrir onde você é bom ou ruim antes de se tornar um líder, mas é importante saber olhar as suas falhas e erros, para melhorar e assim junto com a equipe se tornar ainda mais eficiente. Alguns conseguem aflorar essa naturalidade em liderar sem muito esforço, apenas no dia a dia demonstram sem mesmo perceber, são os líderes natos, enquanto isso, o restante precisa de um pouco mais de treinamento para achar o tipo de líder certo dentro de si.

938a6777-7b32-4982-9590-5d8bdf9f7caf-medium

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s